Oh não, de novo!

Pois é, de novo...
e eu não acredito em coincidências.